Notícias locais

7 de junho de 2019

COMUNICADO!


As entidades: Sincomercio, ACE, e – Sincomerciarios, vêm a público esclarecer os fatos relativos a uma feira que seria realizada no Armazém do Café, nos dias 07, 08 e 09 de junho

As entidades: Sindicato do Comércio Varejista de Catanduva – Sincomercio, Associação Comercial e Empresarial – ACE, e Sindicato dos Empregados no Comércio de Catanduva – Sincomerciarios, vêm a público esclarecer os fatos relativos a uma feira que seria realizada no Armazém do Café, nos dias 07, 08 e 09 de junho.

Com base nas manifestações nas Redes Sociais, que distorcem os verdadeiros fatos, as entidades esclarecem que tomaram conhecimento da realização do evento por meio de denúncia e, cumprindo com as vossas respectivas obrigações, notificaram a Prefeitura de Catanduva, por meio de ofício, questionando se o referido evento estaria cumprindo com as exigências legais da LEI MUNICIPAL nº 5.606/14.

Na noite da última quinta-feira (06) as entidades receberam a informação de que o evento não seria realizado uma vez que não cumpriu com o que determinava a Lei Municipal.

É imprescindível ressaltar que o Sincomercio, a ACE e o Sincomerciarios, apenas cumpriram com os seus respectivos deveres estatutários e obrigação de atuar em prol e defender o comércio legalmente estabelecido, que paga os seus caros impostos, gera milhares de empregos formais e que é responsável pelo desenvolvimento socio econômico de Catanduva.

As entidades destacam que as Feiras de Artesanato nunca foram alvos de questionamentos por partes das entidades representativas, prova disto é a realização deste tipo de evento em diversos anos anteriores, sempre comercializando e promovendo a arte por meio do artesanato genuíno.

O que cabe às entidades é o combate e atuação contra as feiras itinerantes que querem se instalar em Catanduva, com produtos de procedência questionável, concorrendo deslealmente com o comércio local.

Por último e não menos importante, cabe a organização do evento a responsabilidade e dever de cumprir com as exigências estabelecidas na Lei Municipal, assim como cabe a Prefeitura a liberação de alvará para tais eventos, desde que atendam a lei, fiscalizando e orientando quando necessário.

As entidades reafirmam o compromisso com o comércio varejista e enfatizam que irão continuar a zelar pela categoria, fazendo com que a lei seja cumprida e respeitada.

Voltar para Notícias